quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

O Rio Grande do Norte transformou-se no Iraque. Bandidos seguem tocando o medo, o pânico e o terror em todo o Estado e o Governo medíocre de Robinson Mesquita de Faria (PSD) assiste inerte às atrocidades cometidas livremente por quem deveria estar atrás das grades. A violência desenfreada e o genocídio instalado faz o povo norte-riograndense chorar a perda dos seus entes queridos e dos seus bens, sobretudo, porque o governador é inoperante, omisso, negligente, covarde, incompetente, preguiçoso e irresponsável

Cada vez mais a onda de violência desenfreada assusta toda à população do Rio Grande do Norte. Nunca os norte-riograndenses se sentiram tão inseguros como agora no governo medíocre de Robinson Mesquita de Faria (PSD). O Estado potiguar estar sendo aterrorizado todos os dias por assassinatos, roubos, homicídios, sequestros, estupros, latrocínios, assaltos e o tráfico de drogas. A violência tomou de conta e o Governo assiste inerte as atrocidades cometidas livremente por quem deveria estar atrás das grades. É o que se ouve, é o que se vê, é o que se lê, cada vez mais nos principais veículos de comunicação. Enquanto isso, o governador Robinson Mesquita de Faria, mostra-se alheio e cala-se diante do caos instalado na segurança pública do Rio Grande do Norte. Bandidos seguem tocando o terror, o pavor, o medo e o pânico. O Rio Grande do Norte transformou-se no Iraque. Chegamos ao que podemos chamar "fundo do poço". Os números atestam que Robinson Mesquita de Faria,  a frente do Governo há mais de um ano, só tem gerado mal estar a segurança pública. Enquanto ele posa de gestor eficiente, o povo chora a perda de seus entes queridos e dos seus bens, sobretudo, porque o governador é inoperante, omisso, incompetente, negligente, preguiçoso, covarde e irresponsável.  Além de território da insegurança, o Rio Grande do Norte acabou, também, por virar uma colcha de retalhos mal costurada por interesses particulares de políticos ordinários, medíocres.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.