quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Upanema-RN // Na cidade upanemense bandidos alcunhados de BOGUEiros que estavam prenhe e pariram depravadamente páginas podres na internet, alojam a publicação de comentários anônimos violentando o Artigo 5º, Inciso IV da Constituição Federal do Brasil. Os psicopatas usam a mentira como ferramenta e se comportam como vigaristas, trapaceiros, canalhas, medíocres, pilantras, pulhas, xibungos juramentados, marginais da pior espécie. Vendem-se como prostitutas a preço de boquete de prostíbulo do baixo meretrício. São tão imundos que causam inveja a qualquer porco. Os seres abjetos se apresentam mansos como gato castrado e utilizam a esgotosfera como lugar para defecarem todas as suas babaquices

Na cidade de Upanema-RN, nada existe nos bandidos alcunhados de BOGUEiros  com páginas putrefatas na internet, e que permitem a publicação de comentários anônimos, que não tenha o odor forte de esgoto de fossa estourada de beira de estrada. Mesmo sabendo que a prática da bandidagem exige o anonimato, o desbunde desses crápulas que violentam o Artigo 5º, Inciso IV da Constituição Federal do Brasil, causam inveja a qualquer porco. Aliás, comparar esses medíocres, imundos a uma pocilga é não reconhecer o valor da porcada. Quem adota o anonimato para criticar, agredir e provocar é o pior dos bandidos. Em Upanema-RN, os pilantras, vigaristas e trapaceiros do mal que estavam prenhe (amojados), e pariram espaços na internet para o mancebo, a prática da canalhice e depravação desgraçada do anonimato são todos, sem nenhuma exceção, prevariqueiros venais, marionetes sem escrúpulos, maricas que exercem papel de prostitutas em bordel do baixo meretrício, vendendo-se a preço de boquete. Dizem até que esses seres abjetos levianos, insanos, analfabeto de latir, se apresentam mansos como gato castrado, e acham que a internet é lugar apropriado para defecarem suas babaquices. Insetos nocivos a sociedade como os BOGUEiros alojados em Upanema-RN, e que se alimentam do que é mais putrefato (o anonimato), devem procurar urgentemente se esfregar e se esquentar para lascar nas trouxas - e não querer fazer a patuleia, a arraia-miúda, o povo de trouxa - consistindo que elas fiquem alojadas nas suas mais profundas entranhas. Em tempo: não fiquem ouriçadinhos pensando que vou utilizar a arma que vocês mais gostam. Já disse neste espaço e repito que vou contratar um lote de jumentos para montar em vocês. Eu não suporto da "fruita".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.