sábado, 26 de janeiro de 2013

Todos, sem exceção, defensores da realização do carnaval de Upanema-RN, com investimento de recurso público, em detrimento da miséria do povo, deslustram por sua indignidade, covardia e canastrice. Os maquiavélicos são indignos até de serem crápulas, baitolas, físicos e mentais, pois, até hoje, jamais serviram para coisa alguma, a não ser produzir espetáculos circenses, utilizando para isto as caladas da noite, biombo muito cômodo para quem prefere usar a rabichola. Obvio, que não é gasto, é sem dúvida um importante investimento

O prefeito de Upanema/RN, Luiz Jairo Bezerra de Mendonça  (PR), não cancelou o carnaval na cidade e, sim, os recursos públicos que seriam torrados no evento carnavalesco. Com isso, a cambada de ratazanas que criminosamente, fez lavagem e roubou dinheiro dos cofres públicos, desavergonhadamente, durante anos, não gostou. Infelizmente, lamentavelmente, por algumas ocasiões, o poder público em Upanema/RN, já foi covil de ladrões, que cometeram atos dolosos, condenáveis, deliberadamente, premeditadamente. Quem vai nascer amanhã, já sabe disso. Nada mais justo do que a decisão tomada pelo novo chefe do executivo municipal. Que esta sensatez do prefeito Luiz Jairo Bezerra de Mendonça, se espalhe por outros municípios, que experimentam situações de calamidade pública. É crítico o estado em que se encontra as finanças da prefeitura de Upanema/RN. Só, a corja, a gangue de marginais e bandidos de mente emporcalhada e com o fiofó exposto na internet, destilando ódio no atual governo municipal, não sabe e, nunca jamais aprenderá da necessidade emergencial de investimentos nos setores de atividades do município, principalmente, saúde, educação, assistência social, habitação, que atinge um nível insuportável de degradação. Há uma crise financeira no caixa municipal, que inviabiliza a realização da folia carnavalesca. Aliás, já escangalharam o município várias vezes, torrando dinheiro público com fuzarca e furdunço de carnaval, pandênga, anarquia, vadiagem silenciosa, orgia, convescote, bacanal, pequenique e o escambal. Dramaticamente lamentável. Ainda mais: nada existe nos bocós, com cara de meretriz de prostíbulo de 5ª categoria - defensores da queima do dinheiro público com carnaval em Upanema/RN, em detrimento da miséria do povo - que não cheire a esgoto de fossa estourada de beira de estrada. Todos sem exceção, pela alta periculosidade são indignos até de serem crápulas, baitolas, físicos e mentais. Não pensem que vou utilizar a que gostam, pois, já disse que não suporto da "fruita". Repito: toda cidade sabe, que os pulhas, morcegos vampiros, maricais e bonequinhas de reconhecida esqualidez, que usam e delustram da indignidade, covardia e canastrice, surrupiaram e roubaram descaradamente, fraudulentamente, o erário municipal upanemense, sem sequer, serem incomodados pela polícia e pela justiça; e, só não estão nas grades (penitenciária de alcaçuz), porque a lei penal brasileira é uma lei vagabunda. Digo aos pobres diabos, que não é aconselhavel continuar tentando distrair a atenção da sociedade para os fatos graves de delinquência praticados na cidade, pois,  bem melhor seria, hospedar um estrovenga no fiofó, para acabar com o calor que possuem no rabo. Hoje, é sábado, limitei-me a pequenas anotações, ligeiras pinceladas, que serão detalhadas mais à frente, quando afinal, e como disse, estou neste espaço e escrevo estas mal traçadas linhas. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.