quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Enquanto o Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Norte (TCE/RN) e o Ministério Público Estadual (MPE/RN) recomenda que os gestores públicos dos municípios em situação de emergência não invistam recurso público na realização dos festejos de carnaval deste ano, elementos rebotalho, imbecilóides com blogues (BOGUES/pocilguentos) na internet, fazem insinuação de que a prefeitura de Upanema-RN, deve sim, torrar uma montanha de dinheiro no reinado de momo. Quanta falta de vergonha desses cafajestes trampolineiros

Desde a semana que passou, que o Ministério Público Estadual (MPE/RN) e o Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Norte (TCE/RN) recomendou que os gestores públicos dos municípios castigados pela seca e em estado de calamidade não invistam recurso público na realização dos festejos de carnaval deste ano. No município de Upanema-RN, que vivencia a maior seca dos últimos 40 anos, também, foi decretado situação de emergência, portanto, deve atender a recomendação do MPE/TCE, não torrando dinheiro público na festa de carnaval. A prefeitura de Upanema-RN, vai concentrar seus esforços no combate a falta de água, na melhoria dos serviços de saúde, educação, assistência social, agricultura e, recuperação da cidade que está literalmente arrasada. Em tempo: a marginalidade, a bandidagem, a malandragem, a cornagem, os retabolho com páginas (verdadeiras pocilgas ) na internet, que continuem com os comportamentos espúrios e sorrindo com as dificuldades da vida do cidadão e da cidadã de Upanema-RN, por conta dos efeitos da seca. Esses escroques, cafajestes, patifes, vagabundos, nunca jamais, irão criar um milímetro de vergonha na cara (focinho de porco). Deveriam ter vergonha de si mesmo, diante das tantas trapaças e trapalhadas que cometem. Saibam, canalhas, mau-caráter, que o poder público tem o dever em primeiro lugar de proporcionar saúde, educação, habitação e assistência social as pessoas que mais precisam. O prefeito Luiz Jairo Bezerra de Mendonça (PR), jamais fará inversão de prioridades. Torrar dinheiro com festa, anarquia, bacanal, devassidão é o cúmulo da irresponsabilidade. Mais ainda: as invecionices, as tramóias dos solertes e velhacos BOGUEiros imbecilóides de Upanema-RN, não assusta nem largatixa, porque nada mais sabem, além de lamber rapadura. Somados todos esses medíocres, morcegos vampiros, mentecaptos marginais, vermes, não valem uma fossa estourada de beira de estrada. "Doa a quem doer". 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.