quarta-feira, 14 de novembro de 2012

O Republicano Luiz Jairo Bezerra de Mendonça (PR) é o novo prefeito eleito de Upanema-RN, escolhido, preferido, sufragado, consagrado, através do mais legítimo e democrático instrumento popular: o voto, que eu chamaria de "arma santa". Obviamente claro, que ninguém no mundo pode contestar, muito menos contrariar o desejo e a vontade popular da grande maioria dos eleitores upanemenses

Tem gente que nasce para ganhar. Outros, para perder. Os que ganham, comemoram; os que perdem não se conformam. Então começa aquele jogo inútil de embrulhar o estômago de entrar na justiça, etc e tal. Perder é próprio de quem competiu, tal qual vencer. Não há necessidade de reclamar direitos. É assim em todo o planeta. O feio é ficar ruminando ou remoendo a derrota, como tem feito alguns eleitores analfabetos de latir, inconscientemente burros, e blogueiros (BOGUEiros) lacaios, sabujos, sem vergonhas, verdadeiros  e perigosos bandidos. Perder eleição, no voto popular, e recorrer a meios judiciais para contrariar a vontade e o desejo do povo é no mínimo - seus filhos duma Égua - burrice esférica. Entenderam bactérias, psicopatas marginais? Em Upanema-RN, a marginalidade, a bandidagem e a vagabundagem, passa o tempo na internet e nos becos e vielas da província amada de todos nós, conversando lero-lero (merda) do tipo: a eleição vai ser anulada, o prefeito eleito não vai tomar posse, não vai ser diplomado, e outras babaquices. Haja saco! As baboseiras desses cretinos, imundos, têm servido de gozação por toda a cidade. Senhoras e senhores, amigos e amigas, blogonautas e internautas, o prefeito eleito em Upanema-RN, no dia 07 de outubro de 2012, Luiz Jairo Bezerra de Mendonça (PR), será empossado em 01 de janeiro de 2013, talvez dando início a uma das maiores administrações da história do município upanemense. Luiz Jairo - para quem não sabe, ou até mesmo, de tão imbecil e idiota não aprendeu ainda - foi escolhido, sufragado, consagrado pelos upanemenses, através do mais legítimo e democrático instrumento popular: o voto. Eu diria "arma santa". O povo escolheu o melhor. Não há o que se discutir nem o que se contestar, exceto que os mercenários, canalhas, sanguessugas, queiram levar, outra vez uma baita de uma surra popular. Quanta falta de vergonha. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.