sábado, 29 de setembro de 2012

O deputado Henrique Eduardo Alves (RN) do Partido Mamador Do Brasil (PMDB) só não é o maior lixo da política porque o José Sarney é imbatível. Henrique Alves traiu o povo do Estado do Rio Grande do Norte quando apadrinhou dentro do DNOCS, o espertalhão Elias Fernandes, um afilhado político que praticou os maiores escândalos de desvio de dinheiro público

O deputado federal Henrique Eduardo Alves (RN) do Partido Mamador Do Brasil (PMDB) é aquele que foi conivente com as patifarias do seu afilhado político Elias Fernandes, ex-diretor do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS) que deu um prejuízo de mais de R$ 312 milhões ao tesouro nacional, praticando todo tipo de bandalheira, como superfaturamento de obras, contratações irregulares, gestão de pessoal e por aí vai... Pelo menos foi o que apontou a Controladoria Geral da União (CGU). As contas do DNOCS de 2008, 2009 e 2010 foram todas consideradas irregulares. O que se sabe é que essa cachoeira de dinheiro surrupiado foi para o bolso dos politicóides do PMDB, partido que abriga uma lista enorme de picaretas e saqueadores do dinheiro público, a exemplo de José Sarney, Jader Barbalho, Renan Calheiros, Michel Temer, Garibaldi Filho, afora, tantos outros corruptos e chefes de ajuntamento de assaltantes dos cofres públicos. Aliás, o ex-governador Garibaldi Filho, até hoje não deu explicação sobre o paradeiro do dinheiro da venda da COSERN. Será que o dinheiro foi para o paraíso fiscal no Caribe? Mas, voltando ao ponto de partida da matéria; dizem que no Estado do Rio Grande do Norte, até tem gente que enriqueceu com o dinheiro do DNOCS, órgão ainda hoje dirigido por um outro apadrinhado de Henrique Alves, já que o Elias Fernandes, foi enxotado, ou expurgado como queiram. O deputado peemedebista Henrique Alves, é bastante conhecido no palácio do Planalto em Brasília-DF, evidente, que pelas peripécias, astúcias, charlatanismo, artimanhas e chantagens para emplacar cargos nos governos federal e estadual. O parlamentar continua agarrado às tetas do DNOCS, muito mais do que morcego em festival de vampirismo. Esse mesmo, Henrique Alves - que só não é o maior lixo da política, porque José Sarney é imbatível - esteve agora, recentemente, em Upanema-RN, e fez discurso em praça pública, que foi de embrulhar o estômago e tapar o nariz para aguentar. É um falastrão medíocre, que tratou a cidade como "curral eleitoral" e um verdadeiro "covil". Fala-se até, que Henrique Alves e José Sarney, são gêmeos siameses na política e na trampolinagem. Em tempo: o PMDB, no Estado potiguar tem uma ração de filhotes das putanas, e alguns quando aparecem em Upanema-RN,  dizem ser o que não é, fazer o que não faz e caminhar por onde nunca caminhou. Ainda mais, com cara de fanfarrão e cachorro fujão. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.