domingo, 29 de julho de 2012

Veja e Leia no "www.jornaldehoje.com.br" edição de 28 de julho de 2012, versão impressa // Prefeitura de Upanema-RN, quer comprar meio milhão de reais em peças (R$ 500 mil) para carros, mas, Ministério Público Estadual (MPE) pede suspensão de contrato licitatório por apresentar possíveis irregularidades

O Ministério Público Estadual (MPE/RN), mais precisamente o Promotor de Justiça, Clayton Barreto de Oliveira, pediu a suspensão de um contrato firmado pela prefeitura de Upanema-RN, com uma empresa, no valor de quase meio milhão de reais (R$ 500 mil ), só para fornecer peças destinadas aos veículos que compoem a frota municipal. Esse não é o único inquérito civil instaurado pelo MPE, para apurar ações da prefeitura de Upanema-RN. No mês de outubro do ano passado, uma licitação com proposta de R$ 908 mil, também foi suspensa por apresentar irregularidades no processo licitatório. Conforme o Ministério Público, o Pregão Presencial número 025/2012, padece das mesmas irregularidades do Pregão Presencial número 037/2011. A anulação do procedimento licitatório quanto o contrato dele é decorrente em razão de risco de prejuízo ao erário municipal, já reconhecido pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), no processo número 11515/2011. Ainda mais no "Jornal de Hoje": Em 2011, também, foi instaurado pelo Ministério Público, um inquérito civil para apurar possíveis irregularidades no contrato número 0007/2011, no valor de R$ 250,8 mil (duzentos e cinquenta mil e oitocentos reais) firmado entre a prefeitura de Upanema-RN, e um ex-prefeito da cidade, na contratação de veículos. Todas as possíveis irregularidades na prefeitura upanemense estão sendo investigadas pelo Ministério Público, através do promotor de Justiça, Clayton Barreto de Oliveira.   

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.