sábado, 24 de dezembro de 2011

Prefeita de Upanema-RN, vem amargando desafios previstos, por razões das dificuldades de pessoal de qualidade e falta de entendimentos políticos

Sem jogo de cintura e sem auxiliares a altura de socorrê-la, a prefeita de Upanema-RN, Maria Stella Freire (PMDB) dificilmente escapará de uma fragorosa derrota nas eleições municipais de 2012. Nos últimos meses a chefe do executivo upanemense tem amargado desafios previstos, por razões das dificuldades de pessoal de qualidade e entendimentos políticos. Isso, obviamente, está levando a governante municipal à marcha ré. Os auxiliares da prefeita de Upanema (RN) - com raríssimas exceções (cabe no banco dianteiro de um fusca) - são despreparados, falta-lhes espírito público e fazem das atividades um jogo de interesse pessoal. Aliás, têm urubus dilacerando o erário público no município. A instauração de um processo de sindicância nas contas da prefeitura, pela Câmara de Vereadores (fiscal do dinheiro do povo) e uma investigação do Ministério Público Estadual, evidente, meridianamente claro, seria o bastante para pegar gente sem-vergonha (não é ladrão de galinha) com a mão no tesouro. Falta pouco para o encerramento da administração da prefeita Maria Stella Freire, que leva a marca da decepção e o carimbo da frustração. O governo transformou-se numa interrogação do tamanho das críticas que recebe e das suspeitas que desperta. Aumentou o diâmetro do círculo de opositores. O instante político da prefeita de Upanema-RN, é desconfortável; o eleitoral, catastrófico. Ainda mais: é inegável o desgaste da atual gestão municipal, apesar da propaganda em contrário da prefeitura (utilizando altas cifras públicas). O slogan "avançando com resultados", é enrolação, enganação, tapeação, pura balela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.