sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Os políticos que roubam dinheiro público deveriam tirar férias. Seria um mês sem roubo a cada ano, uma economia tremenda para os cofres públicos

Deveria se incluir na Constituição Federal, um artigo determinando que todo político seja pelo menos 90% honesto. A roubalheira no manuseio do dinheiro público é assustadora. Enquanto não se inventam coisa melhor, o Brasil só sairia ganhando se cada político deste País fosse 90% honesto. Esses cretinos, ladravazes do dinheiro público deveriam tirar férias, obviamente, seria um mês sem roubo a cada ano. Uma economia tremenda. Imaginem os prefeitos corruptos do Estado do Rio Grande do Norte, usando apenas 10% da esperteza. Não se tem idéia de quantos bilhões teriam ficado nos cofres públicos para investimentos em saúde, segurança, educação, emprego e assistência social. Aliás, todo bandido travestido de político sempre diz que é honesto. Neste País, por incrível que pareça, simplesmente, ainda existe dois caminhos para ladrão: a cadeia ou a política. Quem é pobre envereda no caminho da cadeia, e quem tem dinheiro termina comprando um mandato e entrando na política. Quanta vergonha! Já dizia o padre Cícero Romão Batista, que "Todo ladrão, principalmente, o político, é filho legítimo do Satanás".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.