domingo, 23 de outubro de 2011

Demolição de obras públicas construídas no RN com dinheiro do contribuinte deve ter sido invenção dos inventivos marqueteiros dos quintos dos inferno

A demolição de um bem público tendo como explicação a construção de outro "mais moderno" no mesmo local é o absurdo dos absurdos, legalizado. Mesmo o ser humano que raciocina com facilidade, não consegue entender um áto dessa natureza (jogar dinheiro público no lixo) obviamente, meridianamente claro, invenção dos inventivos "marqueteiros dos quintos dos inferno". O espetáculo da destruição ininteligível e obscura, ocorreu na mesma semana em Natal-RN (demolição de um estádio de futebol) e Upanema-RN (derrubada do palco de eventos) localizado nas confluências de duas grandes avenidas da cidade. Nada de ouvi dizer. "Vi com meus próprios olhos". Aliás, o palco de eventos de Upanema-RN, com menos de oito anos de construído. Lá foi consumido altas cifras de reais, agora, simplesmente deitado fora no lixo inaproveitável. Tolerância inaceitável. O Zé povinho, ainda despolitizado deve abrir os olhos para esses fatos de reconhecida esqualidez. Mas, tem aquela história que a "alegria do Diabo é todos acreditarem que ele não existe". Na verdade, a apatia é geral. Ninguém diz nada. Nem mesmo a igreja protesta. Profundamente lamentável. Bom, vou dar uma volta e retorno ao "Sociedade Alerta".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.