quinta-feira, 23 de junho de 2011

Se o PC Farias não tivesse sido assassinado e fosse hoje do Partido dos Trabalhadores (PT), estaria no Congresso Nacional, deputado ou senador

Como já dito aqui no "Sociedade Alerta", em algumas oportunidades, não tenho nada contra partido político nenhum. Agora, é necessário dizer com certa ironia, que acho admirável a solidariedade do partido do ex-presidente Lula da Silva (PT) com seus aliados. Podem fazer o diabo, corromper, prevaricar, praticar atos pilantras, assaltar, sequestrar, estuprar, matar, roubar, tudo, tudo. Tem sempre a proteção de Lula da Silva. Recentemente, um parlamentar (bandido) - abençoado de Lula de Silva - por nome de João Paulo Cunha (PT-SP), membro da quadrilha de ladrões do mensalão (organização criminosa) que surripiou milhões e milhões dos cofres públicos da nação foi premiado com a presidência da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados. Uma afronta a sociedade brasileira. Em tempo: se o PC Farias não tivesse sido assassinado e fosse do PT, estaria no Congresso, deputado ou senador, mesmo com todo um rosário de crimes. As bandalheiras do PT, no governo Lula da Silva, praticada por um ajuntamento de assaltantes são incontáveis. Todo mundo sabe disso, até quem vai nascer amanhã. Só que o "Sapo Barbudo" (como dizia Leonel de Moura Brizola) tem sete fôlegos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.