quarta-feira, 25 de maio de 2011

No Brasil da roubalheira do dinheiro público, a justiça só pega mesmo preto, pobre, puta e homossexual que não sejam apadrinhados

Senhoras e senhores, blogonautas e internautas, tenho no DNA dizer o que penso e o que sei sem pensar duas vezes. Afinal, tenho a boca destravada e a alma desabotoada. O Ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, que se diz natural do Estado do Rio Grande do Norte, ao invés de perder tempo processando o governador do Ceará, Cid Gomes, bem que poderia cuidar de tapar a buraqueira infernal nas rodovias federais, e explicar porque a pavimentação asfáltica da BR-110, trecho compreendido entre Mossoró-RN, e Upanema-RN - promessa de mais de meio século de políticos sem-vergonhas - ainda não foi iniciada. Processo de Ministro contra Governo é coisa para platéia de circo. Não dá absolutamente em nada. Aliás, se fala muito que o senhor Alfredo Nascimento, conhece bastante o assunto, já que responde a dezenas deles nas mais diversas instâncias, desde acusações de improbidade administrativa, abuso de poder, desvio de recursos públicos, afora outras trapaças. E ele sabe que jamais será condenado em qualquer um deles, já que neste País do faz-de-conta, a justiça só pega mesmo preto, pobre, puta e homossexual que não sejam apadrinhados. Toda a sociedade sabe disso, até quem vai assistir amanhã, o primeiro dia de aula no jardim da infância. Ou estou mentindo? A justiça brasileira só é severa e valente para vasculhar a vida dos assalariados, aqueles que lutam diariamente na busca da sobrevivência e do sustento de suas famílias. Em tempo: agora mesmo foi comprovado que o ministro da Casa Civil, Antonio Palocci, multiplicou por 20 o seu patrimônio, isso, em apenas quatro anos. Passou de R$ 375 mil para R$ 7,5 milhões (sete milhões e meio), nada menos do que isso. Como é que ele conseguiu essa montanha de dinheiro em tão pouco tempo? Nunca jamais saberemos, pois, não existe autoridade com peito no Brasil, para investigar essa impressionante fonte de riqueza, adquirida por Palocci. Evidente, meridianamente claro, para quem é esperto, a política é uma atividade altamente lucrativa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.