terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Segurança pública // O Estado do Rio Grande do Norte/Brasil é uma casa de-mãe-joana, onde até Judas perdeu as botas

Pesquisa feita pelo Jornal Tribuna do Norte de Natal-RN, revela que em torno de 500 policiais militares do Estado estão cedidos a vários órgãos da administração pública. Só no Gabinete Civil da governadoria estão à disposição 177 PMs. Os demais se encontram na Procuradoria Geral de Justiça, no Tribunal de Contas do Estado, na Assembléia Legislativa, na Assessoria de Comunicação do Governo, no Tribunal Regional Eleitoral, no Detran, entre outras instituições. O número de policiais militares cedidos, daria para duplicar o efetivo em dezenas de cidades do interior norte-rio-grandense, onde o quadro de violência é aterrador e o sistema de segurança está falido. Para ver, basta lançar os olhos sobre delegacias, cadeias públicas e presídios. Os dados levantados pelo Jornal Tribuna do Norte, mostra um retrato vergonhoso de uma doença política, cuja febre da safadeza no RN - onde até Judas perdeu as botas - continua em alta. A sensação de insegurança está avançando em todo o território potiguar. Isso é o cúmulo do absurdo. Em tempo: idêntica deformação pode ser vista na rede pública de ensino (educação), onde estar havendo desvio de funções. Professores que deveriam estar em sala de aula foram cedidos ou estão à disposição de outros órgãos do poder executivo, recebendo os salários rigorosamente. Esse é um dos principais fatores que contribuem para o déficit em sala de aula. Se for feita uma verificação ou um levantamento criterioso acerca do assunto, muita gente vai se assustar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.