domingo, 16 de janeiro de 2011

Sistema público de saúde do Rio Grande do Norte se encontra na UTI em estado terminal resultado da roubalheira no governo Wilma/Iberê (PSB)

A situação da saúde pública no Estado do Rio Grande do Norte, é muito pior do que se pode imaginar. O problema é um somatório de descaso, incompetência, corrupção, roubalheira do dinheiro público, impunidade e irresponsabilidade do desgoverno passado - Wilma de Faria/Iberê Ferreira, ambos do (PSB). Centenas de pessoas pobres estão pagando com a própria vida, morrendo nas portas, filas e corredores dos hospitais públicos por falta de assistência médica, consequência da falência da saúde, que é resultado de um conjunto de omissões, pela qual quem está pagando é o cidadão desamparado, desprotegido, desgraçado. Afinal, se não houver sensibilidade por parte do governo atual, essa via crúcis vai até o dia de juízo final. Pobres vão continuar morrendo à míngua, vítima do criminoso descaso da incompetência dos governantes. Em tempo: A ladroagem no governo Wilma de Faria/Iberê Ferreira, aliada a impunidade, se encarregou de roubar - conforme a Polícia Federal e o Ministèrio Público Federal - mais de R$ 40 milhões destinados a assistência médica da população norte-rio-grandense. Ninguém de bom senso pode esquecer em tempo algum, os nomes dos galhordas travestidos de políticos usurpadores do dinheiro público. Senhoras e senhores, blogonautas e internautas, o crime no Rio Grande do Norte/Brasil, só não compensa se for cometido por preto, pobre, prostituta e homossexual. Até hoje, nada aconteceu e nenhuma punição sofreu os envolvidos nos escândalos - foliaduto, máfia dos combustíveis, superfaturamento da ponte da redinha (Natal-RN), roubo dos R$ 40 milhões da saúde e outras patifarias mais - praticados no Estado potiguar. Todos os componentes da corja de malfeitores estão gargalhando na cara do povo. Não são pretos e nem pobres.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.