domingo, 29 de agosto de 2010

No Estado do Rio Grande do Norte os palanques estão cheios de candidatos operadores da máfia que envolve roubo fraudulento do dinheiro público

Se o eleitor do Rio Grande do Norte - refiro-me especificamente ao eleitor de Upanema-RN - observar os comícios em torno das eleições de outubro deste ano, vai constatar que é mais fácil decidir sobre em quem não votar do que escolher um candidato que mereça seu voto. Os postulantes - pouquíssimas exceções - são verdadeiros espertalhões ambulantes, peregrinos da mentira que enganam o povo como vigarista engana com a história do bilhete premiado. Aliás, não se vê um único candidato falar em combate a corrupção (ladroagem) do dinheiro público. Os palanques estão cheios de sanguessugas, mensaleiros, sabujos, pulhas, canalhas, sonegadores de impostos e participantes de máfia, falcatruas e operações que envolve não desvio, mas, roubo mesmo do dinheiro público, praticado com feroz cinismo. Como são descarados! Os mestres em pilantragem, picaretagem e ladroagem, infelizmente, lamentavelmente, desgraçadamente, também, receberão votos do eleitor - besta quadrada - e bençãos de apoios de chefetes travestidos de políticos em Upanema-RN. É bom que o eleitor não esqueça, que ladrão do dinheiro público destinado à saúde, educação, habitação, agricultura, segurança e assistência social, não vai pra cadeia nem devolve 1 centavo do dinheiro roubado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.