quarta-feira, 24 de junho de 2009

Governo do Rio Grande do norte só tem política de segurança pública para impedir manifestações da população pelos seus direitos

O governo do Estado do Rio Grande do Norte não faz porra nenhuma para coibir o mar de insegurança que campeia em todos os quadrantes da terra potiguar. O cidadão não se sente seguro em nenhum lugar do território norte-rio-grandense. O município de Upanema-RN, é um exemplo do descaso da desadministração "Wilma de Faria". A única viatura policial existente na cidade está sucateada, e o efetivo de PMs é pequeno para cobrir o município que tem uma vasta área territorial, e um contingente populacional de mais de 12 mil habitantes para patrulhar e garantir a segurança. Ninguém já não reconhece mais a outrora pacata cidade de Upanema-RN. Antes era uma raridade acontecer um assalto, agora é sempre... o que tem deixado à população aterrorizada. Assaltantes armados têm provocado pânico para os moradores, principalmente, para àquelas pessoas que se arriscam a trafegar à noite pelas estradas viscinais que interligam as comunidades rurais. A ousadia dos bandidos armados é grande. O pior: o governo do Estado apesar de ciente da situação nefasta, faz ouvido de mercador aos reclamos de um município inteiro. Aliás, a única política de segurança pública no Rio grande do Norte em execução, é para impedir manifestações da população, reivindicando seus direitos ou o cumprimento de promessas feitas pelos detentores do poder. Pra isso, as forças policiais estão capacitadas e devidamente armadas. Ou eu estou errado?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.